25 números sobre SPAM que podem afetar o seu email

Costuma verificar a pasta de SPAM no seu e-mail? É como entrar em um centro comercial gigante onde todos querem que compre os seus produtos, contrate os seus serviços ou que se case com um príncipe nigeriano, que tem uma fortuna inestimável para lhe doar.

Milhares e milhares de e-mails, todos reunidos sob um enorme e problemática denominador comum: SPAM.

Compilamos 25 números sobre spam para mostrar o quão grande esse fenómeno se tornou ao longo dos anos:

  1. 1994: terá sido neste ano que nasceu “oficialmente” o SPAM, no dia 5 de março, quando nesse dia, dois advogados, Canter e Siegel, enviaram uma mensagem sobre uma lotaria de Green Cards americanos para um grupo de discussão da USENET.
    O ato de enviar uma mensagem de propaganda para um fórum sem foco no assunto causou espanto e revolta em muitos utilizadores desse grupo.
    Mas, e tem de haver sempre um mas, o pior iria acontecer a dia 12 de abril desse mesmo ano, quando os advogados enviaram a mesma mensagem para diversos grupos de discussão da USENET.
    Foi utilizado um programa capaz de automatizar o envio em massa dessa mensagem e as reações foram imediatas e negativas, gerando apelos sobre a violação da Netiqueta – um conjunto de regras de boas maneiras para os usuários da rede.
    O grande número de mensagens trocadas sobre o assunto comprometeu o desempenho da rede, causando um dos conhecidos efeitos colaterais do spam.
    As mensagens históricas podem ser encontradas no WebArchive.org.
    Durante as acesas e mais do que inflamadas discussões sobre o que Canter e Siegel tinham feito, surgiu a referência ao termo SPAM, relembrando uma cena do programa de TV do grupo inglês Monty Python, quando um grupo de vikings estava no Café “Green Midget” a repetir diversas vezes a palavra “spam”, referindo-se a um conhecido enlatado americano composto de presunto condimentado;
  2. 1978: Para entendermos a real dimensão das histórias sobre a origem do spam, uma das referências indispensáveis é o site pessoal de Brad Templeton, que mantém página com uma pesquisa histórica sobre o assunto, a “Origin of term spam to mean net abuse“.
    Um texto muito interessante que descreve que a primeira situação de spam pode ter acontecido em maio de 1978, quando Einar Stefferud, então funcionário da DEC, contratado para fazer propaganda do novo sistema DEC 20, considerou que todos os utilizadores da ARPANET na Costa Oeste dos Estados Unidos estariam interessados em receber as informações sobre o referido sistema.
    A mensagem de divulgação do DEC 20 foi enviada para 320 endereços da ARPANET, já que esse era o limite aceite pelo sistema nessa época.
    Este spam histórico, reconhecido muitos anos depois, ainda pode ser consultado neste link, no entanto, a mensagem dos Green Cards enviada em 1994 foi considerada o primeiro spam e batizada como tal;
  3. 22,43 biliões: Segundo a Talos Intelligence, este é o número médio de mensagens de e-mail legítimas enviadas na Internet todos os dias;
  4. 85%: de todos os e-mails enviados diariamente são spam, o que se traduz num volume médio diário de 127,10 biliões de e-mails enviados globalmente de forma ilegítima. O número de mensagens de spam enviadas diariamente oscila regularmente e segundo estatísticas recentes, o  spam pode estar em declínio, pois entre junho de 2020 e janeiro de 2021, o volume médio diário de spam caiu de 316,39 biliões para pouco mais de 122 biliões;
  5. 36%: este é o valor representado pela publicidade no total de e-mails de spam mais comuns. Quer comprar roupas novas? Que tal um auxiliar à virilidade?
    Em muitos destes casos, estes e-mails publicitários tem um propósito e muitos, infelizmente, chegam à caixa de entrada da sua conta de e-mail.
    Às vezes, a sua presença pode ser interpretada como desrespeitosa e irritante, pois as pessoas geralmente não gostam de ver as contas de e-mail repletas de centenas de mensagens de e-mail com publicidade indesejada;
  6. 31,7%: são e-mails estão relacionados diretamente com conteúdos adultos e todas as estatísticas de phishing concordam que é onde a maior parte do malware se esconde. Isso é spam perigoso na sua forma mais pura.
    De acordo com as estatísticas, o spam de sites de namoro e encontros é implacável e lucrativo para os spammers;
  7. 26,5%: de todos os e-mails indesejados que estão relacionados a questões financeiras, como empréstimos ou acesso a sites de phishing a representar instituições bancárias, sendo a terceira maior categoria de spam.
    Esta categoria representa mais de um quarto de todos os e-mails de spam enviados, portanto, fique atento a mensagens financeiras falsas, especialmente quando se trata do acesso a áreas reservadas;
  8. 1: Por cada 12.500.000 e-mails enviados, os spammers recebem um e-mail de resposta e este único e-mail já é demais. A lógica por detrás da operação de cada spammer de e-mail é inundar a internet com inúmeros e-mails.
    Por que não tentar? O custo do spam é basicamente zero e apenas uma única resposta pode fazer toda a campanha valer a pena;
  9. 2,5%: de todos os e-mails de spam são golpes e fraudes e desses, 73% tem como objetivo o roubo de identidades, sendo este um dos truques mais comuns;
  10. 7.000: dólares por dia é o valor estimado de ganhos de empresas especialistas no envio de spam, ou seja, empresas terceirizadas que enviam e-mails em nome do produto ou serviço que está sendo anunciado.
    O remetente é pago simplesmente pelo envio destas mensagens, independentemente dos destinatários comprarem algum dos produtos ou serviços anunciados;
  11. 257: biliões de dólares, este é o custo global estimado devido às quedas de produção das empresas no combate ao spam, o que nos permite ver quão vasta é esta situação problemática e que pode afetar todas as empresas;
  12. 10: o top ten dos países facilitadores no envio de spam, lista atualmente encabeçada pelos Estados Unidos, seguindo-se a China, Rússia, México, República Dominicana, Arábia Saudita, Índia, Brasil, Uruguai e Japão;
  13. 7: dos 10 maiores spammers estão localizados no Estados Unidos e são: Blaze Media Solutions, PredictLabs, Sphere Digital, RR Media, Cyber World Internet Services, e-Insites e Kobeni Solutions;
  14. 1: (outra vez o 1) a operação número 1 de spam em todo o mundo estará localizada na Ucrânia, trata-se de uma falsa empresa, de seu nome “Canadian Pharmacy”, sendo também uma das mais antigas.
    Terá sido fundada por volta de 2009 e usa técnicas de botnet para enviar spam para todo o mundo, enviando dezenas de milhões de emails de produtos farmacêuticos falsos todos os dias;
  15. 80%: de todo o SPAM na América do Norte e Europa é enviado por cerca de 100 “empresas” da indústria de spam, sendo que esta não é regulamentada. Como Marx poderia ter previsto, o poder está concentrado em relativamente poucas mãos à medida que o mercado caminha para o monopólio.
    De acordo com estatísticas de spam na Internet, existem aproximadamente 100 “empresas” que administram os negócios na Europa e na América do Norte.
    Estas “empresas” empregam de 200 a 300 pessoas no total e são responsáveis ​​pela maior parte da distribuição de e-mails de spam do mundo;
  16. 85%: de todas as empresas e organizações foram alvo de golpes de phishing em 2021, sendo que os golpes e fraudes representam apenas 2,5% de todos os e-mails de spam, mas no entanto, o roubo de identidade é o objetivo de 73% desses e-mails.
    E apenas 3% desses e-mails são reportados. Uma das principais empresas de segurança do mundo, a Symantec, tem alertado que estas taxas estão a aumentar rapidamente.
    Apesar da crescente conscientização de que o spam é um problema sério e caro para as empresas, muitas empresas relatam ter sido vítimas de recentes ataques de phishing.
    É por isso que é crucial que as empresas e organizações estejam atentas para se protegerem contra malware, spam e phishing;
  17. 43%: de todas as tentativas de phishing tem como alvo as contas da Microsoft, sendo que existe um mito persistente sobre os hackers preferirem atacar os ricos e famosos, deixando o resto dos utilizadores a salvo de danos.
    25 números sobre SPAM, um problema que pode afetar o seu e-mailMas as estatísticas contam uma história diferente e de acordo com um relatório recente de phishing por e-mail efetuado pela Apple, quase metade de todos os golpes de phishing são projetados para obterem passwords de acesso ao Microsoft Outlook.
    O LinkedIn (6%) e a Amazon (5%) também fazem parte dessa lista;
  18. 18%: de todos os emails de phishing enviados surpreendentemente dizem respeito à DHL, mostrando que a tendência dos remetentes destes golpes é fazerem-se passar por empresas de transportes, especialmente desde o início da pandemia, devido ao aumento substancial das compras online.
    A Rakuten (4%), IKEA (3%) e Google (2%) também estão no topo da lista de alvos populares de phishing por e-mail, sendo que surpreendentemente, o número de tentativas de phishing do PayPal caiu significativamente.
    Anteriormente, um em cada dez emails de spam envolvia esta plataforma de pagamento, no entanto, atualmente este número é de apenas 2%;
  19. 112%: foi o aumento de e-mails de spam comuns com faturas falsas, que ocorreu entre o primeiro e o segundo trimestre de 2020, tendo intenção para induzir as vítimas a fornecer dados. Isto sugere que as empresas são alvos particularmente vulneráveis ​​e lucrativos.
    Numa pesquisa recente da Microsoft, 62% dos profissionais de segurança relataram que as campanhas de phishing são a maior ameaça à segurança;
  20. 6%: dos golpes utilizam o velhinho fax. Sim, estamos a escrever bem, o velhinho fax, aparelho cada vez menos em moda. Mas os golpes de phishing e spam por fax funcionam com o mesmo princípio dos ataques de phishing por e-mail.
    Embora este método de fraude para com as empresas exista desde o apogeu dos aparelhos de fax na década de 90, continua presente até hoje;
  21. 703.000: dólares foi o valor que cidadãos americanos perderam com os golpes do príncipe nigeriano em 2019.
    Este é um dos truques mais antigo do livro, mas este golpe do príncipe nigeriano ainda rende muito dinheiro.
    A armadilha é bem simples: recebe um e-mail a sugerir que envie dinheiro antecipadamente, com alguma justificação de outro mundo a envolver um membro da realeza nigeriana.
    De acordo com estatísticas de e-mail de spam de engenharia social, os e-mails de estilo nigeriano custaram às suas vítimas nos Estados Unidos, uma média de US$ 2.133 por pessoa afetada, nos últimos três anos.
    As tendências de spam podem mudar com os tempos, mas este golpe continua a ser muito popular e muita gente ainda acredita no mesmo;
  22. 99%: dos ataques exigem interação humana para serem bem-sucedidos, resultando na instalação de malware, fraude eletrónica, divulgação involuntária de dados, entre outras situações.
    No amor, como na vida, são precisos dois para dançar o tango e embora os e-mails fraudulentos sejam projetados para induzir o destinatário a cooperar, ainda é da sua responsabilidade reconhecer a intenção dos spammers.
    Pense meia dúzia de vezes (duas pode não chegar) antes de habilitar uma macro, abrir um arquivo, seguir um link ou abrir um documento.
    A sua precaução pode muito bem poupar-lhe, a si e à sua empresa, um monte de inconveniências e custos;
  23. 262: é a média diária de emails de spam filtrados e não entregues aos nossos clientes, sendo que cerca de 7% tem como suposto remetente o Novo Banco, tendo como indicação problemas num cartão de crédito que está prestes a expirar.
    No entanto e para quem acompanha a situação de perto, além do endereços dos sites ser em tudo semelhante ao do banco, muitos ainda utilizam o logotipo antigo deste banco;
  24. 2: é a média de horas diárias que passamos a analisar os logs da receção e envio de emails, dos e para os nossos clientes, sendo o nosso objetivo que os nossos clientes não cheguem a receber estes emails, de forma a minimizar os prejuízos que estes possam ter com este tipo de golpes;
  25. 718: domínios que bloqueamos, à data de hoje, por envio de SPAM para os nossos clientes. Consulte aqui a lista completa.

O SPAM e o phishing são dois problemas mais do que universais, são uma pandemia mundial invisível, mas que pode causar milhares de euros de prejuízo a empresas e organizações. Alerte os seus colaboradores para estes problemas, a segurança da sua empresa deve estar na topo das preocupações.

Assine a nossa newsletter para receber mais recomendações de segurança.

Sem Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.